O EMPREENDEDORISMO PODERIA SER UMA BOA OPÇÃO DE CARREIRA PARA VOCÊ?

Empreendedorismo

Especialista mostra alguns argumentos que podem fazer você pensar de uma forma diferente sobre as suas opções profissionais.

Muitos formandos sentem que devem seguir uma carreira específica em seu caminho para o sucesso, de preferência se empregando em grandes corporações. Trazemos, na coluna desta semana, alguns argumentos que podem fazer você pensar de uma forma diferente sobre as suas opções profissionais.Com a chegada do mês de agosto, se inicia a janela do empreendedorismo no Brasil, e este é o motivo de abordarmos este tema hoje. No segundo semestre acontecem os principais concursos e eventos direcionados para o empreendedorismo  e, nos últimos anos, para o fomento de startups.

As startups são empresas de pequeno porte, recém-criadas ou ainda em fase de constituição, com atividades ligadas à pesquisa e desenvolvimento, cujos custos de manutenção são baixos e oferecem a possibilidade de rápida e consistente geração de lucros. Normalmente vinculadas aos setores de engenharia e TI, elas tem se multiplicado no Brasil e se constituem em alternativas viáveis de criação de negócios inovadores, mesmo para aqueles empreendedores que não dispõem de muito capital para investir. Mas esse será o assunto da semana que vem. Por ora, queremos lançar algumas provocações: você já pensou em ser empreendedor? Já considerou os benefícios que uma experiência como essa pode trazer para a sua trajetória profissional?Algo que o empreendedorismo pode lhe proporcionar é a liberdade para pensar e implementar. As metas e as estratégias existem, mas são definidas por você, em colaboração com a equipe. Sendo um empreendedor você pode desfrutar da experiência de liberdade, tornar-se mais responsável e ‘aprender a aprender’ para si mesmo. Por outro lado, deve saber que lidará com o risco, e ele será todo seu.

A experiência empreendedora lhe tornará polivalente. Na sua futura startup, você não se encaixará em uma descrição de cargo, você é a pessoa que criará  os papéis. As posições formais em startups são  irrelevantes. Elas nunca conseguem descrever o que uma pessoa realmente faz. Como em toda pequena empresa, todo mundo faz um pouco de tudo e, com isso, acaba adquirindo uma experiência profissional diferenciada.

“Algo que o empreendedorismo pode lhe proporcionar é a liberdade para pensar e implementar”
Iniciar um novo negócio significa passar por altos e baixos. Sendo empreendedor você aprenderá técnicas de sobrevivência que o ajudarão a perceber que as crises acontecem, mas que com um pouco de resiliência,  tudo acaba bem no final.  Em síntese,  você aprende muito sobre como lidar com suas emoções e consigo mesmo. Agora, isto posto, é bom você saber: startups são caóticas. Se você precisa de estrutura e segurança, as startups não são realmente uma opção para você.Ainda que nada dê certo e a sua experiência naufrague, as habilidades desenvolvidas ao longo do caminho sempre lhe serão úteis. O senso de responsabilidade, iniciativa e a mentalidade empresarial que você adquire na rota difícil de ser empreendedor sempre serão valorizados e apreciados por um empregador, especialmente se você se candidatar para uma pequena empresa.  No ambiente acelerado das startups você aprende a se adaptar e se transformar, constantemente, e essa flexibilidade é uma das características procuradas no perfil daqueles que exercem cargos de chefia.

Por fim, uma ideia inovadora bem implementada pode lhe garantir retornos financeiros superiores, e em menor prazo, que os proporcionados pelas carreiras convencionais. Pense nisso!  Na próxima semana abordaremos algumas etapas importantes neste processo e falaremos sobre algumas estruturas de apoio aos novos empreendedores que estão se fortalecendo em nosso país.

Para finalizar, se você se animou com a ideia, sem a intenção de abrangermos todos os acontecimentos programados, destacamos alguns dos eventos e concursos mencionados no início da coluna.

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB) está com as inscrições abertas, até o dia 22 de agosto, para o concurso anual “Ideias Inovadoras”. Esta competição se insere no Programa Empreende Bahia e distribui R$ 180 mil em prêmios. Neste ano, serão premiados até 18 projetos inovadores, com valores de R$ 5 mil, R$ 10 mil e R$ 15 mil. As propostas podem concorrer em seis categorias: estudantes do ensino médio ou profissional técnico; graduandos; pós-graduandos lato e stricto sensu; pesquisadores; graduandos independentes e inventores independentes.

Neste mês de setembro, nos dias 13, 14 e 15, acontecerá a edição anual do evento Startup Weekend. O Startup Weekend, conforme a definição constante em seu site, é um movimento global de empreendedores ativos que estão aprendendo o básico da criação de startups e criando empresas de sucesso. É a maior comunidade de empreendedores com mais de 400 eventos realizados em mais de 100 países ao redor do planeta, somente em 2011. Neste ano, o evento será realizado na Unifacs e estão previstas  54 horas de palestras e muitas atividades.

Ainda em setembro, deverá acontecer a etapa estadual do Desafio Brasil, promovido pela Fundação Getulio Vargas e, localmente, tem como parceiro operacional, a Unifacs. Nesta edição, os participantes terão a chance de interagir, trocar informações e aprimorar suas ideias de negócios antes da final estadual. O processo vai incluir educação empreendedora, qualificação de participantes, palestras, sessões de mentoring, possibilidades de network e prêmios. A final nacional da competição será em novembro, quando os empreendedores devem submeter os projetos a uma banca avaliadora composta por investidores de venture capital. Na última edição, empresas de 26 estados brasileiros e do Distrito Federal participaram. Foram 364 startups e mais de 1500 empreendedores envolvidos na disputa.O Prêmio Santander de empreendedorismo está com as inscrições abertas até o dia 17 de setembro. Podem concorrer alunos de graduação e pós-graduação de Instituições de Ensino Superior cadastradas no Programa. São R$ 500 mil em prêmios. Todos os inscritos poderão realizar um curso on-line de empreendedorismo, certificado pela Babson College e os 15 finalistas terão os seus projetos avaliados, receberão feedback e treinamento para a apresentação a uma banca de executivos de renome no Brasil, com despesas de transporte e hospedagem pagas pela organização. Estes mesmos finalistas  ganharão uma licença do Software MakeMoney, que ajuda a construir, gerenciar e orientar o processo de elaboração de Planos de Negócios e os  vencedores de todas as categorias e seus professores-orientadores ganharão uma bolsa de estudos cada na Babson College, em Boston nos EUA.

De 22 a 26 de outubro acontecerá, no Centro de Convenções da Bahia, a Feira do Empreendedor, promovida pelo Sebrae. Este evento já acontece há 20 anos, com mais de 1,9 milhão de visitantes em todo o país.

Fonte : IBahia