top of page

As dores e delícias de quem empreende

Empreender é um estilo de vida, um comportamento único. É a disposição para identificar os problemas e as oportunidades, investir recursos e habilidades na criação de um projeto ou negócio, que seja capaz de alavancar mudanças e gerar um impacto positivo.


Existem muitas histórias sobre quem deixou o seu emprego seguro com CLT e decidiu se aventurar no universo do empreendedorismo. Algumas delas caminharam para o sucesso, enquanto outras não passaram de um sonho que não deu certo.

A verdade é que empreender não é para qualquer pessoa, pois é preciso mais que paciência e algum planejamento: é preciso ter muita resiliência, aprender a conviver com o inesperado, certa dose de insegurança e abandonar certas crenças.


Missão


Para algumas pessoas, o empreendedorismo é como um chamado. Está no sangue, começam cedo. Não é raro ouvirmos histórias de pessoas que começaram a vender suas revistinhas em quadrinhos aos 11 anos para comprar novas, vender figurinhas repetidas para completar o álbum e descobrir nisso o gosto pela oportunidade de fazer dinheiro com aquilo que se tem.


E isso vai sendo levado ao longo da vida. Depois começam a comprar roupas para vender, abrem uma loja e nunca tiveram uma assinatura na carteira de trabalho. Só sabem trabalhar e viver se for assim. Outros pegam gosto a partir de situações extremas, como foi o caso de milhares de pessoas ao longo da pandemia de Covid em 2020. Perderam seus empregos estáveis e sua única saída para se manter era fazer algo que soubessem fazer, ou aprenderem na marra algum serviço útil para oferecer naquele caos, ou ainda aproveitarem o momento para realizar um sonho antigo que nunca tiveram coragem de iniciar (muitos negócios de sucesso que estão abertos hoje vieram desse momento turbulento no mundo e representam hoje a maior felicidade desses empreendedores guerreiros e corajosos).


É comum ouvir frases do tipo: “como eu não pedi demissão antes para montar meu negócio ? “ ou “agora me sinto realizado, encontrei o meu grande propósito no mundo.”

Verdadeiramente existem pessoas que parecem ter nascido para comandar negócios, criar coisas novas, colocar o seu sonho a favor das pessoas. Onde colocam a mão, as coisas acontecem e sua colaboração para a comunidade em que vivem, seja oferecendo novos empregos ou oferecendo serviços de excelência, é inspiradora. Parece, de fato, uma missão de vida.


Mas o objetivo aqui não é romantizar a capacidade que algumas pessoas têm de prosperar em seus negócios e dizer que isso funciona para todo mundo. É bom entender que empreender possui vantagens e desvantagens e de acordo com cada história de vida, a balança pode pender mais para um lado ou para o outro.


Vantagens de empreender (as delícias)

  1. Ver seu sonho sair do papel

O fato é que quem vai empreender, quer fazer aquilo que gosta, que sonha. Como uma paixão que o motiva a acordar todos os dias e a se dedicar aos próprios projetos, com muita satisfação. A relação entre o empreendedor e o seu projeto é como a de um pai com o próprio filho. O empreendedorismo permite ver o sonho ganhar os seus primeiros contornos até se transformar em algo palpável.


2. Mais autonomia


O que faz muita gente largar seus empregos para empreender é a possibilidade de fazer as coisas de forma diferente, de mudar quando é preciso, de tomar suas próprias decisões.


3. Conseguir a autorrealização


No começo da nossa carreira, queremos mudar o mundo. Quando começamos a trabalhar para uma empresa, a gente tem que lidar com regras e valores que muitas vezes não são os nossos. Não há muito espaço para inovar. Empreender possibilita se realizar na vida a partir daquilo que você acha importante.


4. Não existe tédio


Empreender elimina a possibilidade de rotina. Alguns até podem construir alguma estabilidade nas suas tarefas, mas o mundo muda muito rápido e com essas mudanças, o empreendedor precisa se reinventar, se aprimorar, estudar. Nada é certo para a vida toda. Para quem não gosta de rotina, isso é maravilhoso.


5. Alguma flexibilidade de horários no dia a dia.


Sim, é possível ter alguma flexibilidade na sua agenda. Alguns empreendedores conseguem organizar os compromissos de acordo com suas próprias demandas pessoais, se darem folgas quando preciso e alguns tipos de trabalho permite total ajuste das tarefas no dia a dia. É uma delícia, sem dúvida, poder organizar vida pessoal e profissional dessa forma.


Desvantagens (as dores)


Mas existem as dores de empreender e nem todos estão preparados para lidar com elas.

  1. Agora tudo depende de você

Se você começa algo sozinho, tudo depende de você. Desde compra, venda, gestão, atendimento ao cliente. Tudo. Se você contrata alguém para te ajudar, ele até pode executar as coisas e te ajudar nas decisões, mas elas ainda continuam sendo suas.


2. Insegurança do negócio


Como dito anteriormente, não há rotina por muito tempo. O mercado muda constantemente. O que hoje é importante para as pessoas amanhã pode não ser. Hoje você pode ter um negócio totalmente estabelecido, mas daqui a 5 anos, se você não estiver antenado com as mudanças, você corre sérios riscos.


3. Insegurança financeira


Quem trabalha em empresas em regime CLT, recebe o seu salário todo mês e pode contar com ele. Quem empreende lida com uma certa insegurança, principalmente a longo prazo. É claro, que o ideal é que haja planejamento, reserva de dinheiro e essa insegurança pode ser menor. Mas o fato é que “o salário” é variável e é preciso cuidar bem do que entra e sai.


4. A liberdade de horários e flexibilidade não é como as pessoas pensam


Muita gente pensa que ser seu próprio chefe lhe dá a credencial de passar uma semana de folga e não é assim. Se você não tem chefe, você tem clientes, que exigem até mais e é preciso ser responsável com te contrata ou compra de você. A flexibilidade existe com comprometimento e bom senso.


Quem está de fora e nunca empreendeu só vê as delícias. Acho que existe até um certo glamour em empreender. Mas o fato é que há muito trabalho pesado por trás e é preciso conhecer os dois lados, vantagens e desvantagens, antes de pedir sua demissão para cuidar do seu próprio nariz.


Gostou do artigo? Comenta aqui!


Qual a sua maior dor e delícia no empreendedorismo?

5 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page